Estrangeiros vacinados precisarão de autorização para visitar parentes em Israel


Após uma mudança nos regulamentos do governo feito na semana passada, estrangeiros que são vacinados contra a COVID-19 começaram a receber autorizações de entrada para visitar parentes de primeiro grau que vivem em Israel.

É a primeira vez, desde o início da pandemia do coronavírus, que cidadãos estrangeiros – desde que se mostrem vacinados – podem obter autorizações de entrada em Israel para visitar pais, filhos e irmãos por qualquer motivo.

Desde o início da pandemia, tem sido impossível para parentes estrangeiros de cidadãos israelenses visitarem sem provar um bom motivo, como casamentos, nascimentos e outros eventos familiares.


Desde o final de janeiro deste ano, tem sido extremamente difícil para os cidadãos estrangeiros visitarem seus parentes próximos em Israel. Mas na semana passada, depois que ativistas e ministros do governo, como a Ministra da Integração, Pnina Tamano-Shata, pressionaram por mudanças, a Autoridade de População e Imigração do Ministério do Interior relaxou essas restrições.


E os israelenses, olim (imigrantes) na maior parte, agora relatam que os pedidos de pais e filhos estão sendo aprovados. Ativistas que lidam com o assunto, bem como candidatos a tais autorizações de entrada, também relatam que o processo de inscrição, embora complexo e relativamente caro, está realmente funcionando e as inscrições estão sendo aprovadas.


Fonte: VIVA ISRAEL

Arquivo