"Se Deus quiser, mais uma vez Israel poderá nos socorrer desse mal", diz Bolsonaro


O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta quinta-feira, 19, sobre as medidas que o Brasil vem tomando para combater o novo coronavírus, mas com a preocupação de ressaltar que o país não pode parar completo, pois assim, segundo ele, os problemas se multiplicariam.

"Eu deixo claro que o remédio, quando é em excesso, pode não fazer bem ao paciente. Uns fechando supermercados, outros querendo fechar aeroportos. Outros querendo botar barreira nas divisas entre os estados. Fechando academias", observou o presidente em sua live no Facebook.

"A economia tem que funcionar, porque as pessoas não vão ficar em casa e se alimentar do nada. Tem buscar meio de sobrevivência. E se faltar o emprego, falta pão em casa e os problemas se avolumam", acrescentou. Bolsonaro então falou da expectativa de que nos próximos dias uma vacina contra o Covid-19 possa surgir.

"O Reino Unido está fazendo o primeiro teste de remédio em humanos. Os Estados Unidos liberaram remédio com potencial para tratar o coronavírus. Conversei hoje com uma autoridade de Israel, e eles acham que no prazo de um mês existe a possibilidade de Israel ter uma vacina para o coronavírus", disse ele, lembrando de um anúncio feito recentemente por cientistas israelenses, segundo o Jerusalém Post.

"Se Deus quiser e isso acabar acontecendo, sempre pedindo a Deus que abençoe nosso país e nos ajude a enfrentar esse problema, mas se Deus quiser, mais uma vez Israel poderá nos socorrer desse mal que tem causado um estrago muito grande", concluiu Bolsonaro.

Fonte: OPINIÃO A CRÍTICA

1 visualização

© 2016 ICEJ - EMBAIXADA CRISTÃ INTERNACIONAL DE JERUSALÉM