Após 27 anos, Brasil vota com EUA e Israel por embargo econômico a Cuba


O Governo Jair Bolsonaro continua mostrando sua nova postura na política externa. Contrariando 27 anos de “tradição” à esquerda, o governo brasileiro votou, na Assembleia Geral da ONU, a favor do embargo financeiro, comercial e econômico promovido pelos Estados Unidos desde 1962 a Cuba.

Desde 1992, a Assembleia Geral vem promovendo uma resolução pelo fim do embargo, iniciado três anos após a revolução socialista na ilha, segundo o jornal "O Globo".

O fim do embargo neste ano teve 187 votos a favor, 3 contra – EUA, Israel e Brasil e 2 abstenções.


4 visualizações

© 2016 ICEJ - EMBAIXADA CRISTÃ INTERNACIONAL DE JERUSALÉM