ICEJ - EDITORIAL

29.04.2015

 

Quando Jesus voltar para buscar a sua igreja, onde ele irá pisar? Qual o território ele irá aparecer e pisar?  A Bíblia diz que todo olho o verá em sua volta, e também diz que isto será como o relâmpago, que se estende do oriente ao ocidente. 

Mas em qual geografia, os pés do messias vão tocar novamente nessa Terra? No dia em que Ele será entronizado, como Rei sobre todas as nações, sobre todas as tribos, sobre todos os povos, sobre todas as línguas, onde será esse lugar?

A Palavra de Deus diz, em Atos 1:9-11, que anjos apareceram para os discípulos na hora em que Yeshua subiu e disseram: Assim como viram Jesus subir, também poderão vê-lo descer. E onde era esse lugar? Onde era esta cidade? Jerusalém! Esta é a cidade onde vai acontecer esse cumprimento profético e escatológico. 

A nossa aliança com Israel e a nossa aliança com Jerusalém, não é somente profética e espiritual, porque foi lá foi onde nasceu o Modelo dos 12, e também porque foi onde surgiu a essência do discipulado, além do ensino messiânico, e do ensino do Senhorio de Jesus. Mas a nossa ligação com Jerusalém também é profética e espiritual, porque com certeza todos nós um dia voltaremos para lá. Jerusalém é a verdadeira e legitima mãe de todas as nações. E por isso temos um desafio profético. 

É verdade que Jerusalém é uma terra santa o ano inteiro, em seus 365 dias do ano. Mas também é verdade que Jerusalém só é profética, em relação à volta do Messias, só em uma época do ano, que é durante a celebração da Festa dos Tabernáculos. Essa festa que é um verdadeiro ato profético. 

Se atentarmos para a história da Igreja, Pentecostes já se cumpriu, a Páscoa já se cumpriu, Hanukah já se cumpriu e Purim já nasceu cumprido, mas a Festa que aponta para o cumprimento é Tabernáculos.  

Cremos que em todos os 365 dias do ano, e 366 dias, quando há o ano bissexto, Jerusalém é uma terra de Bênçãos. Mas Zacarias 14 não fala simplesmente de uma geografia ou de uma terra, fala de uma Festa e de um ato profético.

E nós temos o desafio de fazer mais uma vez esse ato profético, neste ano de 2016. E para tudo que nós cremos que Deus vai fazer no Brasil, e para tudo o que está profetizado de mudança e de transformação no Brasil, também está ligado à nossa ida como Nação a Israel em Tabernáculos.

Porque a promessa é: “Toda Nação e Toda família que subir a Jerusalém, na Festa dos Tabernáculos, para adorar ao Grande Rei, voltará trazendo sobre si a promessa da chuva. A chuva serôdia e a chuva temporã”. 

Então todos nós temos esse desafio. Seja você um embaixador, um apóstolo, ou bispo, pastor, presidente de ministério. O desafio é que você aceite esse desafio de subir em Jerusalém, dentro da data da profecia, dentro da data de promessa da chuva, para que toda a palavra e toda promessa dita a respeito do Brasil, receba o cumprimento dessa chuva e possamos ver todo o nosso Brasil, e cada família dessa grande nação brasileira, debaixo de uma transformação poderosa e tremenda, na política, na economia, na educação, na saúde, em todos os segmentos, e isso venha sobre nós, na estrutura do ministério. 

E que cada igreja, cada congregação, cada célula, e cada M12 sejam inseridos nessa promessa da chuva, fazendo cada um a sua caravana, e encarando isso como uma guerra a vencer, debaixo de um comando de Deus, de que todas as suas guerras são dele, e Ele vai vencer esta guerra, e vai levar você a Jerusalém esse ano, de uma forma sobrenatural e miraculosa. 

Se você decidir, você crê. E se você crer ele responde. Não adianta dizer que crê, e falar se Deus quiser um dia irei. Você precisa dizer para Deus que você quer e que vai pagar o preço por aquilo que quer, pela sua decisão. E Deus vai abençoar a sua decisão. 

A promessa é que Deus vai abençoar a obra de suas mãos. Comece a trabalhar para ir a Israel e para Jerusalém na Festa dos Tabernáculos conosco, por causa de uma proposta, que é uma proposta de Deus, não é uma proposta da ICEJ, ou do presidente embaixador, ou de um diretor, mas do próprio Deus. Se você subir a Jerusalém na Festa dos Tabernáculos, você trará sobre você e sua família a benção da chuva. 

Ap. Welington Galdino
Diretor Executivo da ICEJ Brasil

O desafio profético de ir à Festa dos Tabernáculos

© 2016 ICEJ - EMBAIXADA CRISTÃ INTERNACIONAL DE JERUSALÉM