Missão

Apoiar Israel - Ensinar a Verdade - Promover a Justiça

Durante a década de 1970 o Senhor começou a agitar os corações de cristãos em todo o mundo sobre a nação de Israel e o seu papel profético nos tempos modernos. Então, no verão de 1980, o parlamento israelense declarou a cidade de Jerusalém como a capital indivisível e eterna do Estado de Israel, estabelecida como tal pelo rei Davi há quase 3.000 anos atrás. Este Protesto ressoou em todo o espectro político internacional, resultando no fechamento de treze embaixadas estrangeiras em Jerusalém.

Alguns cristãos que viviam em Israel foram, então, festejar uma celebração cristã durante a festa judaica dos Tabernáculos em Jerusalém. Sentiram profunda mágoa por causa da retirada das embaixadas estrangeiras e sentiram o chamado do Senhor para abrir uma Embaixada Cristã no local, a Cidade do Grande Rei. Eles a chamaram de Embaixada Cristã Internacional de Jerusalém, entidade que representa os cristãos de todo o mundo, ministrando palavras de conforto e apoio a Israel, servindo como um canal de bênção através do qual os crentes das nações, poderiam mostrar seu amor a Israel, se destacando como uma voz profética para esta geração sobre o plano inabalável de Deus para cumprir Suas promessas àquela nação.

 

Hoje, a ICEJ está na vanguarda de um movimento popular crescente de cristãos em todo o mundo que compartilham de um amor e preocupação com Israel e uma compreensão do significado bíblico do moderno ajuntamento dos judeus à terra de seus antepassados.

A partir de nossa sede em Jerusalém e através de nossas filiais e representantes em mais de 80 nações, procuramos desafiar a Igreja a assumir as suas responsabilidades bíblicas para o povo judeu, para lembrar a nação de Israel das promessas maravilhosas feitas a ela na Bíblia e ser uma fonte de assistência prática para todas as pessoas daquela terra.

No Brasil, a ICEJ está estabelecida desde o ano de 2012 sob a supervisão do Apóstolo Renê de Araújo Terra Nova, presidente do MIR – Ministério Internacional da Restauração em Manaus. Pelas dimensões de nossa nação, somos a única representação internacional fora de Israel com autorização de eleger embaixadores regionais, que através deste apoio dos 27 estados da federação, temos alcançado êxito na concretização dos objetivos e princípios da embaixada internacional.

1. Mostrar preocupação para o povo judeu e o Estado de Israel. "Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus." (Isaías 40:1)

2. Apresentar aos cristãos uma verdadeira compreensão do que está ocorrendo na Terra hoje, para que os eventos mundiais possam ser interpretados à luz da Bíblia, a palavra de Deus. "Tu te levantarás e terás piedade de Sião; pois o tempo de te compadeceres dela, o tempo determinado, já chegou... Então os gentios temerão o nome do Senhor, e todos os reis da terra a tua glória. Quando o Senhor edificar a Sião, aparecerá na sua glória.". (Salmo 102:13-16)

3. Ser um centro onde os cristãos possam ganhar uma compreensão bíblica de Israel, e aprender a ser bem relacionado com a nação. "Que naquele tempo você era sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estavam longes, fostes aproximados pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio.” (Efésios 2:12-14).

4. Lembrar e incentivar os cristãos em todo o mundo a orar pela paz de Jerusalém, a terra de Israel, e o povo judeu. "ó vós, os que fazeis lembrar ao SENHOR, não haja descanso em vós, nem deis a ele descanso, até que confirme, e até que ponha a Jerusalém por louvor na terra." (Isaías 62:6-7).

5. Estimular líderes cristãos, igrejas e organizações a se tornarem eficazes influências em seus países a favor de Israel e o povo judeu. "Ora, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra." (Gn 12:1-3).

6. Fazer parte de grandes propósitos de Deus para trazer os judeus de volta a Israel. "Veja, eu vou acenar para os gentios, vou levantar a minha bandeira para os povos, eles trarão os teus filhos em seus braços e as tuas filhas em seus ombros." (Isaías 49:22).

7. Começar a ajudar projetos em Israel, para o bem-estar de todos que vivem lá. “E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes”. (Mateus 25:40).

8. Construir pontes de reconciliação entre judeus e árabes. “... Bendito seja o Egito, meu povo, Assíria obra de minhas mãos, e Israel, minha herança." (Isaías 19:25).

© 2016 ICEJ - EMBAIXADA CRISTÃ INTERNACIONAL DE JERUSALÉM